Justiça busca solução para abastecimento de água em MG
28/03/2017 15:21 em Notícias

Justiça busca solução para abastecimento de água em MG

 
Para promover uma conciliação com a população de Governador Valadares, no Vale do Rio Dove, que teve o fornecimento de água prejudicado por causa da ruptura da barragem de Fundão, em Mariana, na região Central do Estado, em novembro de 2015, o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) vai assinar nesta quarta-feira (28) um termo de colaboração entre as empresas Samarco, Vale, BHP Billiton e a fundação Renova. 
Segundo o TJMG, o problema em Valadares levou ao “ajuizamento de um volume considerável de ações judiciais” contra as empresas. “A parceria é resultado de um esforço do judiciário para promover a conciliação entre a população de Governador Valadares e as empresas causadoras do dano”, ressalta um comunicado enviado pelo tribunal.
O evento nesta quarta terá a participação do presidente do TJMG, desembargador Herbert Carneiro; do 3º vice-presidente, desembargador Saulo Versiani Penna; do corregedor-geral de justiça, desembargador André Leite Praça; e de representantes das companhias e da fundação Renova.
Entenda
Por causa do rompimento da barragem de Fundão, no complexo minerário de Germano, de propriedade da mineradora Samarco, os rejeitos das atividades de mineração cobriram o distrito de Bento Rodrigues e deixaram um rastro de destruição ao longo da bacia do rio Doce, que abrange diversos municípios mineiros e capixabas.
Em Minas, esses locais situam-se principalmente nas Comarcas de Mariana, Governador Valadares, Galileia, Resplendor, Aimorés, Ponte Nova e Açucena.
Fundação Renova
A fundação Renova foi criada em 2 de agosto de 2016 com a finalidade de minorar os impactos causados pelo rompimento, desenvolvendo e executando medidas para remediar e compensar as consequências do incidente.
 

Fonte: O Tempo

COMENTÁRIOS