Rádio Pains FM 87,9

Guarda Civil de BH apreende 40 latas com linhas de pipa cortantes na região do Barreiro

Ação acontece em todas as regionais da capital; a multa para quem é flagrado soltando pipa com esse material, que é proibido, é de R$ 2 mil em Belo Horizonte Material foi apreendido na região do Barreiro, em BH

Guarda Civil de Belo Horizonte/Divulgação

A Guarda Civil de Belo Horizonte apreendeu 40 latas com linhas de pipa cortantes na região do Barreiro neste fim de semana. A fiscalização faz parte de uma ação preventiva para retirar esses materiais de circulação. Na capital mineira, quem é flagrado empinando pipa e fazendo uso de cerol ou qualquer outro material cortante está sujeito a uma multa de R$ 2 mil.

De acordo com o guarda Thiago Heleno, que atua na região do Barreiro, a abordagem acontece em todas as regionais da capital e os agentes focam nos locais já conhecidos por concentrarem pessoas que empinam as pipas. "Durante a abordagem, verificamos se a linha tem material cortante e recolhemos o carretel", explica.

Em geral, o material mais utilizado nas linhas é o cerol, feito com pó de vidro moído. Mas há também a linha chilena (feita com pó de quartzo) e a indonésia (feita de náilon e mais resistente).

A ação da Guarda Civil acontece durante todo o ano e é intensificada nessa época do ano, em virtude da maior incidência de ventos e da proximidade com as férias escolares.

A lei municipal 11.125/2018 prevê multa de R$ 2 mil para quem utilizar o material cortante e de R$ 4 mil para estabelecimentos que comercializarem esses materiais. Em caso de reincidência, a multa dobra para os estabelecimentos.

De acordo com a Guarda Civil, os materiais têm valor agregado muito alto e algumas carretilhas chegam a custar até R$ 250.

Veja os vídeos mais assistidos do g1 Minas:

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
NOSSOS PARCEIROS